Nota Pastoral do Sr. Bispo D. Gilberto

Caros Diocesanos

1. “A Igreja afirmou, desde o primeiro século, a malícia moral de todo o aborto provocado. E esta doutrina não mudou. Continua invariável. O aborto directo, isto é, querido como fim ou como meio, é gravemente contrário à lei moral.” Assim diz o Catecismo da Igreja Católica, nº. 2271.

Esta doutrina obriga em consciência todos os católicos que, por isso, em todas as circunstâncias, hão-de defender o ser humano nas várias fases do seu crescimento, desde a hora da concepção até ao seu termo natural.


2. A vida humana é um processo de desenvolvimento complexo e belo. E a ciência mostra essa vida presente desde o início da concepção. Trata-se sempre de vida humana que, no seu percurso, às vezes é inteiramente dependente do apoio de terceiros; outras vezes menos, mas que é sempre cheia da grandeza e da beleza do Amor com que Deus a sonhou e revestiu.

O aborto não é apenas uma simples interrupção do curso da vida, à maneira dum trabalho que se interrompe e se retoma. O aborto destrói para sempre um ser humano diferente do ser da mãe e é desumano resolver o drama da mãe, ansiosa por se libertar do filho que está no seu seio, com o drama maior da destruição duma vida própria, inocente e indefesa.

3. Defender e promover a vida humana exige, por vezes, muito sacrifício das pessoas directamente implicadas e também da sociedade, mas é dar passes firmes para uma civilização mais avançada.

Em vez de oferecer a uma mulher, aflita com uma gravidez indesejada, o presente envenenado do aborto, encontrem-se formas de lhe dar o apoio de que carece para acolher na alegria o dom da vida que cresce dentro de si.

4. Os católicos, individualmente e em grupo, sejam os primeiros a ajudar a mulher tentada pelo aborto, a recusar esta falsa solução. Ajudem-na, e ao pai se for conhecido, a crer que alguém há-de receber o filho, se na altura do parto ainda for recusado.

Muitas iniciativas se realizaram para ajudar a mulher com medo da sua gravidez, sobretudo após o referendo de 1998. Espero que tais iniciativas ganhem novo fôlego, nomeadamente em ordem à educação para o exercício responsável da sexualidade e ao planeamento familiar responsável.

5. Se os católicos devem participar em qualquer acto eleitoral, também pelo exercício do voto, muito mais o devem fazer neste referendo, dada a importância do assunto em causa.

6. Caros Diocesanos: conheço o vosso belo coração e sei que ides rezar e fazer o que puderdes para que a vida humana encontre, desde o seu início, as melhores condições para ser sempre verdadeiramente acolhida, defendida, promovida e engrandecida, como Deus nosso Pai tanto deseja.

Saúdo a todos em Cristo e sobre todos invoco a bênção do Senhor.

24 de Janeiro de 2007

† Gilberto, Bispo de Setúbal

Anúncio do novo logotipo do SDPJ

Olá amigos!

Santo Ano 2007 para todos vós!!!!

Desde o dia 1 de Outubro, com a Peregrinação do SDPJ a Fátima, até ao dia 8 de Dezembro de 2006 recebemos 8 propostas para o novo logótipo do SDPJ de Setúbal. após este período o júri do concurso juntou-se para deliberar a sua decisão. Depois deste grande tempo festivo do Natal e como prometido quero hoje, dia 7 de Janeiro, comunicar-vos o trabalho vencedor do novo logótipo do SDPJ. E o logótipo escolhido é o da Maria Cristina Branco da Paróquia da Cova da Piedade. Junto envio o logótipo para todos verem. O novo site do SDPJ com o novo visual e o novo logótipo estará disponível em breve.

Entretanto quero pedir-vos uma coisa: informem-nos dos sites, blogs, e-mails dos vossos grupos de jovens, assim como, a ocorrência de algum actividade relevante para divulgarmos no site do SDPJ.

Aproveito também esta oportunidade para informar que dia 20 de Janeiro pelas 21h30 na Paróquia da Moita vai ocorrer uma grande vigília de oração a favor da vida. Apareçam e passem mensagem.

Em Cristo

Pe. Luis Ferreira

Logotipo SDPJ

Programa para o Ano Pastoral de 2006-2007

29 e 30 de Setembro e 1 de Outubro: Peregrinação a Fátima
17 de Novembro: Conselho Diocesano da Pastoral Juvenil
18 de Novembro: Jornadas de Formação sobre a Lectio Divina, em Palmela (em colaboração com a Comissão da Sagrada Escritura)
2 de Dezembro: VI Festival Nacional da Canção em Fátima
10 de Fevereiro: Jornada de Formação de Animadores de Jovens, no Seminário de Almada
20 de Fevereiro: Torneio de Futebol, no Seminário de Almada
10 de Março: Jornada de Formação de Animadores de Jovens, em Palmela
28 e 29 de Abril: Dia Diocesano de Juventude: peregrinação ao Cabo Espichel
5 e 6 de Maio: Fátima Jovem
2 de Junho: Festival de Bandas Católicas em Azeitão
1 de Julho: Encontro de formação para as Jornada Mundial de Juventude em Sidney em 2008
6 de Julho: Conselho Diocesano da Pastoral Juvenil
14 de Julho: Grande vigília de oração (encerramento das actividades do SDPJ)