Arquivo | Diocese

Os artigos deste assunto também estão disponíveis através de feed RSS.

Estudantes do Externato Frei Luís de Sousa vão “Fazer-se ouvir”

sinodo dos jovens

Os alunos do 9.º ano ao 12.º ano do Externato Frei Luís de Sousa (EFLS), em Almada, vão responder ao questionário online de preparação para o próximo Sínodo dos Bispos proposto pela Pastoral da Juventude de Setúbal, durante a próxima semana.

«Jovem Frei, Faz-te ouvir» é o nome da campanha que vai decorrer durante as aulas da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica – EMRC – de 26 de fevereiro a 2 de março, informou o externato católico num comunicado enviado à Pastoral da Juventude de Setúbal.

Os estudantes do 9.º ano ao 12.º ano do Externato Frei Luís de Sousa vão assim responder ao questionário online da diocese e participar “ativamente com as suas opiniões” na preparação do Sínodo dos Bispos sobre «Os jovens, a fé e o discernimento vocacional» que vai realizar-se entre 3 e 38 de outubro e foi convocado pelo Papa Francisco.

O EFLS da Diocese de Setúbal, no centro de Almada, é um estabelecimento de ensino, desde o berçário até ao 12º ano de escolaridade, da diocese de Setúbal, que está a celebrar 62 anos.

Faz-te Ouvir!

O Secretariado Diocesano da Pastoral da Juventude de Setúbal publicou a 1 de fevereiro um questionário para todos os jovens entre 14 a 35 anos que vivem no distrito, “estejam, ou não, ligados à Igreja”.

O «Faz-te ouvir!» é uma proposta de encontro para reflexão, partilha e oração da Igreja Católica “em caminho com os jovens”. Os animadores e os jovens têm também esquemas para dinamizarem encontros e momentos de oração.

Todos os jovens são desafiados a partilhar fotografias de grupo e a partilhar as reflexões e ideias que surgiram nestes encontro no grupo no Facebook «Faz-te ouvir!» e usar a hashtag #FazteOuvir.

Já no próximo mês de março o Papa Francisco vai abrir os trabalhos de uma inédita reunião pré-sinodal com jovens de todo o mundo, crentes e não-crentes que vai reunir cerca de 300 participantes, entre 19 e 24 de março, no Vaticano.

“encontra-TE e encontra-O” – Convívio Fraterno para Jovens

26805251_1744076738978423_6155745021021250363_n

O Convívio Fraterno é um encontro, com duração de três dias, que proporciona aos jovens um encontro consigo, com Deus e com os outros.

O próximo Convívio Fraterno para jovens na diocese de Setúbal realizar-se-à entre os próximos dias 9 a 12 de fevereiro, no Lar do Gaiato em Setúbal. O encontro tem início pelas 21h de dia 9 e termina dia 12, com um encerramento no Seminário de Almada, também pelas 21h.

As inscrições ainda estão abertas! Se tens mais de 17 anos e queres aceitar este desafio, preenche a tua ficha de inscrição aqui.

Setúbal & o Sínodo dos Bispos | Encontros de Reflexão e Formação

O Secretariado Diocesano da Pastoral da Juventude de Setúbal convidou todos os agentes de pastoral juvenil da diocese para cinco encontros de reflexão e formação sobre os temas do Sínodo dos Bispos 2018 dedicado ao tema geral “jovens, fé e discernimento vocacional”.

Os encontros promovidos pela equipa da pastoral juvenil têm como objetivo geral a formação para “clarificar e envolver” os agentes da pastoral juvenil na lógica sinodal.

As cinco reuniões começam este domingo, dia 14 de janeiro, no Seminário de Almada, com uma jornada dupla: Encontro com secretariados e movimentos, às 15h00, e a partir das 18h00, as Vigararias de Almada, Seixal e Caparica.

Os dois primeiros formadores são, respetivamente, o responsável nacional da pastoral Juvenil dos Salesianos, o padre Álvaro Lago, e o diretor do Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil e do Ensino Superior de Santarém, o padre Ricardo Conceição.

Os formadores vão abordar os temas do próximo Sínodo dos Bispos (03-28 outubro) a partir do documento preparatório, ou seja, vão falar sobre a realidade dos jovens no mundo de hoje, o discernimento vocacional e a ação pastoral com os jovens.

Os agentes juvenis das Vigararias Barreiro/Moita e Montijo foram convidados para reunir a partir das 21h00 de 26 de janeiro, na igreja de Santa Maria, no Barreiro. A formadora é a irmã Ana Paula Conceição, das Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora, que acompanha o movimento GioFrater.

Os últimos encontros são no domingo seguinte, dia 28 de janeiro, na Cúria Diocesana, em Setúbal. Começa com as Vigararias de Palmela/Sesimbra e Setúbal (15h00) e depois reúnem os Institutos de Vida Consagrada e Instituições Sociais que trabalham com jovens em situação de risco (18h00).

Para esta jornada dupla foram convidados os sacerdotes Miguel Ribeiro e Carlos Alberto Nunes, respetivamente, dos Missionários Espiritanos e dos Combonianos.

Nestes encontros o Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil vai convidar as paróquias, grupos e movimentos a envolverem os jovens na atividade «Faz-te ouvir! – A Igreja em caminho com os jovens», que vão desenvolver a nível local nos meses de fevereiro e março.

Nestas reuniões, com duração aproximada de duas horas, também vai ser apresentado um questionário destinado aos jovens da diocese, bem como mostrados os resultados das reuniões e da auscultação feita aos responsáveis da juventude diocesana e reforçado o plano de ação do atual ano pastoral 2017/2018.

Participação nas Jornadas Nacionais confirma caminho de “processo e reflexão”

No passado sábado, dia 06 de janeiro, realizaram-se em Fátima as VI Jornadas Nacionais da Pastoral Juventude, organizadas pelo Departamento Nacional da Pastoral Juvenil. O conferencista convidado foi o Padre Salesiano, Santi DomÍnguez Fernández, coordenador nacional dos Centros Juvenis Salesianos em Espanha. O tema proposto foi «Pastoral Juvenil e a Família».

O conferencista dedicou um primeiro tempo aos temas do Documento Preparatório para o Sínodo dos Bispos sobre a juventude, «Os jovens, a fé e o discernimento vocacional», salientando a importância do acompanhamento, que é crucial na vida e no crescimento espiritual dos jovens.

Neste âmbito, destacou a necessidade de ter gente preparada e disponível para que possa acolher e ir ao encontro dos jovens, não como um profissional de “coaching”, mas com o sentido de vivência, missão e serviço à Boa Nova que revoluciona a vida daqueles que por ela se deixam interpelar. Foi, ainda, partilhando que a família ocupa um lugar importante na vida dos jovens e por isso é necessário olhar para a família, não como objeto da pastoral, mas sim como sujeito nesta.

Apostar numa pastoral de processos, ao invés de uma pastoral de eventos

Sublinhou também a importância apostar numa pastoral de processos, ao invés de uma pastoral de eventos, que crie uma ação pastoral sustentada e crie sinergias quer entre a Juventude e a Família, quer com os outros ramos pastorais. Após os momentos das conferências, os grupos dos participantes foram convidados à partilha entre si e apresentação, em plenário, dessas conclusões.

As Jornadas Nacionais contaram, ainda, com a presença de D. Joaquim Mendes, presidente da Comissão Episcopal do Laicado e Família (CELF), que lançou, no fim do dia, diversos desafios aos secretariados e movimentos presentes. Estas jornadas foram antecedidas pelo Conselho Nacional da Pastoral Juvenil, coordenado pela primeira vez pelo novo diretor do Departamento Nacional, Padre Filipe Diniz e sua equipa.

Promover a reflexão sobre os temas sinodais é objetivo do Secretariado da Pastoral da Juventude

Para o Secretariado Diocesano da Pastoral da Juventude da nossa diocese, este encontro foi um enriquecimento, quer na formação e partilha de ideias dos que se fizeram presentes, quer como contributo para o trabalho já iniciado no ano pastoral passado e do trabalho contínuo a realizar este ano.

Ajudou-nos a sentir-nos confirmados naquilo que foram os resultados dos inquéritos realizados no ano passado e aquilo que foram as conclusões destas jornadas, apontando o rumo que o secretariado pretende viver neste tempo sinodal na Diocese de Setúbal.

Já neste mês de janeiro serão realizados cinco encontros, para os quais foram convocados todos os agentes de pastoral juvenil, quer ao nível diocesano, quer ao nível local (nas vigararias e nas paróquias) para promover a reflexão sobre os temas sinodais. Em todos os encontros haverá um formador convidado.

Pe. João Nabais Dias, diretor da Pastoral da Juventude de Setúbal

26735742_10208003745931625_364963445_o

“Ser Família em Deus é saborear um Amor maior que a vida”

Ser Família em Deus é saborear todos os dias um Amor maior que a nossa própria vida.
Vivemos numa sociedade que nos aponta constantemente para um modelo de vida em que os meus caprichos individuais parecem sobrepor-se ao Amor ao próximo. Eis o grande desafio de uma família católica nos dias de hoje!
Somos um jovem casal que o Senhor nos concedeu a Graça de uma filha há 2 anos atrás e sentimos que a alegria das nossas vidas só é realmente completa porque Deus se faz presente no nosso dia.
Desde muito cedo que Deus faz parte das nossas vidas, em crianças, em adolescentes, em namorados e agora enquanto casal. O sacramento do matrimónio traz-nos, todos os dias, o desafio de sermos melhor em função da felicidade do outro, desprendendo-nos dos interesses pessoais em virtude do interesse comum.
A chegada da nossa filha às nossas vidas fez-nos perceber que educar uma criança numa família católica é muito mais do que transmitir bons valores (qualquer família não católica com bons princípios terá a mesma boa intenção). Confiar as nossas vidas a Deus, permite-nos serenar na medida em que compreendemos que a identidade de cada um não depende exclusivamente do que nós (pais) queremos para a nossa filha. Entregamos a vida da nossa filha nas mãos de Deus compreendendo que ela não é nossa propriedade e que o projecto que Deus tem para a sua vida não é melhor nem pior do que o que idealizámos, mas será certamente mais feliz.
A Fé, não nos torna irresponsáveis, dá-nos sim um estado de consciência que a intimidade da nossa vida em Deus, transmitirá à nossa filha um desejo exigente de santidade, um desejo diário a ser melhor que ela própria e não melhor que o outro. Percebemos que impondo as nossas vontades pessoais, sem a presença de Deus, corremos o risco de expor a nossa filha a projectos incompletos da nossa vida, que independentemente do sucesso ou insucesso que possam trazer, comprometerá a felicidade da sua vida. Pedimos ao Senhor a Graça de iluminar as nossas vidas, ajudando-nos a decidir à imagem da Sagrada Família de Nazaré.

Sofia, Nuno e Leonor

IMG-20171231-WA0000

Propostas Passagem de Ano 2017

Fica a conhecer as diversas iniciativas da nossa diocese para uma noite de passagem de ano vivida em ambiente celebrativo cristão.

  • Casa de Oração de Santa Rafaela Maria (Palmela)

26062763_10213071735982306_632132266_o

A Casa de Oração de Sta. Rafaela dinamiza o programa «Como o barro nas mãos do oleiro» para jovens dos 20 aos 35 anos.

Com início às 20h00 do dia 30 de dezembro e término às 11h00 de 1 de janeiro de 2018, as inscrições (obrigatórias) para esta passagem de ano terminam a 29 de dezembro.

Só é necessário levar saco cama, toalha, caderno e caneta. Para mais informações, as Escravas do Sagrado Coração de Jesus têm o e-mail casadeoracao@aciportugal.org.

  • Juventude Doroteia

26060789_10213071735942305_1275093753_o

A Juventude Doroteia programou uma Missão de Natal e Passagem de Ano que começa dia 29 de dezembro e termina a 1 de janeiro de 2018, na sua casa na Arrentela, Seixal. “Vem encontrar-te com Jesus nos pobres; vem abraçar Jesus nos pobres; vem deixar-te olhar por Jesus nos olhos dos pobres; vem romper o círculo da solidão”, é o desafio da juventude ligada às Irmãs Doroteias.

Com o tema «Escolher Nascer», a atividade destina-se a jovens entre os 17 e os 35 anos de idade e é preciso “um coração aberto à diferença, ao despojamento, à liberdade”.

À Pastoral da Juventude de Setúbal a organização informou que o dia 30 (sábado) é aberto a quem quiser viver o dia em missão e “começa na estação do Fogueteiro às 9h00”.  As inscrições terminam amanhã, dia 27.

  • Santuário de Nossa Senhora da Atalaia (Montijo)

O Santuário de Nossa Senhora da Atalaia dinamiza uma noite de oração que inicia às 22h de dia 31 de dezembro com Eucaristia, seguida de Adoração ao Santíssimo Sacramento, Te Deum e oração de ação de graças pelo ano que termina.

A entrada em 2018 é em oração e Bênção com consagração do ano a Nossa Senhora, onde são todos depois convidados ao convívio e a partilharem uma refeição.

Para mais informações, o Santuário disponibiliza os seguintes contactos: 212318513/ 966886155/ 916181358; atalaia@diocese-setubal.pt.

  • Santuário de Cristo Rei (Almada)

O Santuário de Cristo Rei promove, pela oitava vez, uma passagem de ano para todas as pessoas – Eucaristia vespertina de Ano Novo pelas 22h, seguida de Adoração Eucarística e Te Deum.

As 24 badaladas é com os olhos postos no fogo-de-artifício em Lisboa e Almada, no miradouro do Santuário, e entre as 00h15 e as 02h00 o convívio com lanche partilhado faz-se na cave do edifício de acolhimento. O Santuário de Cristo Rei oferece o bolo-rei, o champanhe e o chá.

Para mais informações, o Santuário disponibiliza os seguintes contactos: 212751000/ 212721270; secretaria@cristorei.pt

Promessa e Tarefa – Semana de oração pelos Seminários 2017

Muitos dizem que os ‘ses’ são o deus dos ignorantes, mas, em certas ocasiões, vale a pena ‘usá-los’, não para alimentar fantasias, mas para sublinhar uma ideia forte. Considerando esta última situação, atrevo-me a usar um ‘se’ em jeito de pergunta exclamativa, nesta semana em que toda a Igreja de Portugal é convidada a rezar pelos nossos seminaristas: e se deixasse de haver padres?!

Não obstante todos os limites mais ou menos óbvios da nossa humanidade – ‘nossa’ referente a nós, padres – ouso afirmar que a existência humana seria mortalmente dramática sem padres. Grande parte das estruturas de apoio social não existiriam no nosso país. A vida familiar teria muito mais dificuldade para viver no perdão. Muitos doentes, órfãos, presos, desempregados e idosos viveriam muito mais desconsolados. O sepultamento dos mortos seria feito com menos esperança. O mundo do trabalho seria muito mais injusto. O acompanhamento e educação das crianças, adolescentes e jovens seria muito mais difuso e sombrio. A ciência mais limitada. O mundo das artes e do desporto menos verdadeiro. A certeza e eficácia da paz com o mundo, os outros, nós próprios e Deus seria enganadora. Sem padres deixaríamos de ter Eucaristia e a Reconciliação. Não nos poderíamos alimentar e viver de Jesus!

Sendo intelectualmente honestos, chegamos à conclusão de que não pode deixar de haver padres! De facto, esta é simultaneamente uma vontade do Senhor e uma Sua promessa: «Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração» (Jer 3,15).

Esta semana é para nos lembrarmos desta promessa de Deus. É certo que é uma promessa que nos descansa, mas ela torna-se tarefa para todos nós. Tarefa para entender que o Seminário é lugar vital para a nossa vida e a vida da diocese. Tarefa enquanto convite para tirar tempo para agradecer os 25 anos de existência do nosso Seminário diocesano e pelos mais de trinta padres que formou. Tarefa para que ao longo desta semana nos dediquemos ainda mais à oração pelos nossos seminaristas, pedindo que se configurem mais e mais ao coração do Bom Pastor. Tarefa para cada família desejar com fervor que do seu seio nasçam filhos com o desejo de servir Jesus como padres. Também tarefa para cada rapaz fazer, com a audácia e sinceridade da fé, como o D. Manuel Martins dizia: «Entra em ti. Procura descortinar se Jesus te chama e se Jesus te pisca o olho, não hesites. Serás o jovem mais feliz do mundo, até porque deixaste de ser tu, para seres Ele. Conheces a conversa de um padre feliz com Jesus: “Senhor, quem és Tu?” – “Eu…sou tu”. Que maravilhoso é o nosso Deus!»

Pe. Rui Gouveia, reitor do Seminário de Almada