Tag Archives: 2014

A Pé na Fé – Como foi

10647282_895075210502757_1827651201_o

Os jovens de Setúbal encabeçaram a peregrinação diocesana a Fátima, peregrinando até à Mãe deste Batalha a Fátima. Numa clima de oração e partilha, foram convidados a meditar sobre a sua relação com Deus, sempre sob o olhar de Maria.

Abaixo seguem alguns testemunhos de quem viveu este “experimentar, com todos os sentidos, que a vida é um grande caminho para Deus”.

 «Apesar de ter mais tenra idade, tenho sempre a necessidade, vontade e prazer de acompanhar todos os jovens, como aspirante a dirigente do CNE, tenho o compromisso e honra de poder ajudar os jovens do meu agrupamento, assim como da comunidade a crescer. Esta iniciativa foi linda e pura, caminhar ao encontro da MÃE, com coração aberto, com o amor que move estes jovens, foi algo que me fez sentir muito bem. Agradeço a oportunidade, a companhia e principalmente a aceitação.»

«A experiência foi algo de extraordinário, muito gratificante. Para mim a participação com a minha comunidade e acompanhar os jovens é muito gratificante. Estarei atento a novos desafios.»

«Agradeço desde já terem -me dado esta oportunidade.
Foi muito importante e gratificante.
Um pequeno passo na minha caminhada.
O momento mais marcante foi sem duvida no santuário, a descida ate á Capelinha…nada se compara ao silêncio que tudo diz.
O Grupo era bastante grande, acolhedor e animado.»

«Foi a primeira vez que fiz uma peregrinação e adorei. Estava tudo muito bem organizado e as pessoas da organização são muito simpáticas. Chegar a Fátima é uma sensação única e inexplicável, foi um momento muito completo e cheio de sentimento.»

«Muito boa organização, boa disposição e acolhimento.»

 

Para veres mais fotos desta atividade clica aqui.

Vigília Missionária

Poster Dia Mundial das Missões-page-001

Domingo, dia 19 de Outubro, a Igreja celebra o Dia Mundial das Missões. O Secretariado Diocesano da Pastoral das Missões de Setúbal, assinala este dia com uma conferência sobre «A situação dos cristãos no Iraque» com a Drª Catarina Martins, da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre, na Igreja de Santa Maria do Barreiro, às 17h. Seguir-se-á um tempo de oração e partilha.
Em todas as Missas deste domingo, o ofertório destina-se às Missões.

Torneio de Futsal – Colónia de Férias

A Colónia de Férias para crianças de condição socioeconómica desfavorecida é organizada pelo JOSV- Jovens Scalabrinianos para o Serviço Voluntário, da Paróquia de Amora e conta com a ajuda e participação de todos os grupos de jovens da Paróquia e também de paróquias vizinhas, nomeadamente Corroios, Barreiro, Baixa da Banheira, Pinhal de Frades, Fernão Ferro, entre outras.

Esta colónia é dirigida a cerca de 80 crianças de famílias carenciadas com idades compreendidas entre os 5 e os 13 anos, provenientes das freguesias de Amora e Seixal e da Casa das Irmãs Missionárias da Caridade (Madre Teresa de Calcutá), em Setúbal.

Durante uma semana, as crianças são acompanhadas por cerca de 20 monitores, que contam com cerca de 10 pessoas encarregues pela alimentação e limpeza permanente do espaço, em regime de voluntariado e gratuidade. 

Para que seja possível proporcionar uma semana inesquecível a todas as crianças, a equipa coordenadora da Colónia de Férias 2014 vai realizar um Torneio de Futsal para angariação de fundos.

Alinhas?! ;)

Continuar a ler →

Dia Mundial da Juventude 2014

Bom dia :)) Este post vai no sentido de partilhar um pouco daquilo que foi feito ontem (domingo de ramos) no Dia da Juventude…

Eu e a Ana Sousa achámos que seria importante partilhar!

Assim sendo, podemos dizer-vos que ontem foi um dia maravilhoso em vários aspectos!!

Para além do divertimento habitual que se tira deste tipo de encontros, aprofundamos também o conceito de “Caridade e serviço” vivendo a bem-aventurança que o Santo Padre nos destinou a este dia da juventude: “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos Céus “.

Para tal, após ouvirmos dois testemunhos de vida sobre estar ao serviço à comunidade, vendo nos necessitados o rosto de deus, e da adoração ao Santíssimo, fomos enviados à “Casa da alegria”, casa essa que está ao cuidado das irmãs da congregação de Madre Teresa de Calcutá e que recebe bebés, crianças e jovens com deficiência, cujas famílias não tem como cuidar delas e que por isso ficam ali institucionalizadas, à mercê da tal caridade e voluntariado que venha de fora e que sirva de auxílio às irmãs.

Assim que lá chegámos já tínhamos os meninos preparadinhos nos seus carrinhos e cadeiras para que fossemos passear com eles!

Depois de uma brevíssima visita à casa, não perdemos tempo e fomos com eles passear até ao rio, apanhar sol e contactar com outros estímulos!  Foi muito bonito aquele passeio e a alegria ma cara daquelas crianças! Passou de um “coitadinhos estao naquela situação” a um “que bom poder fazer algo por estas crianças, que bom que elas estejam felizes”!!

Talvez se tenham mudado mentalidades naquele momento  lá tivemos de regressar e fomos recebidos por uma irmã que nos explicou em que é que se fundamenta a ordem delas e de que conceito partiu a sua obra, que veio da frase que Jesus Cristo disse na cruz “tenho sede!”.

Em traços algo gerais foi isto que se passou  foi um bonito dia!!

Rute Guerreiro (Feijó)

Georges Rouault, Jesus reviled, 1922-1927

Mensagem do Director – Quaresma 2014

Padre João Dias, Director da Pastoral da Juventude de Setúbal

Hoje celebramos a quarta-feira de cinzas, celebração litúrgica que nos introduz ao tempo da Quaresma. As cinzas são sinal, que já na cultura judaica, simbolizam a penitência. É assim um tempo onde somos chamados a intensificar o exercício da oração, do jejum e da esmola.

Não que Deus se compraza no nosso sofrimento, mas é caminho que nos conduz à liberdade, à conversão, à vida…, em suma, ao projecto que Deus tem para cada um de nós. Pela cinzas que nos são impostas, um elemento da natureza, que na liturgia se torna um símbolo sagrado, é sinal que nos leva a olhar para o relato da criação e ver que Deus formou o homem do pó da terra e que o insuflou com o sopro divino (cf. Gn 7, 4). Recordando a nossa condição humana, a nossa fragilidade; mas também recorda que a vida que nos habita é nos concedida por Deus, dando ao homem meios de alcançar a salvação que nos fez chegar pelo Seu Verbo encarnado.

O Secretariado da Pastoral da Juventude, por meio de um itinerário pretende ajudar-te a fazer caminho neste tempo. Na verdade quer falar-te de «5 passos para um caminho da reconciliação»: (Exame de Consciência, arrependimento, propósito de emenda, confissão dos pecados e penitência), onde o sacramento da confissão é meditado e iluminado pelas passagens do Evangelho de cada domingo da Quaresma.

Escutando o nosso Bispo, D. Gilberto, na sua mensagem Quaresma deste ano, quando nos diz não passemos pela «Quaresma como quem dorme» , não nos conformemos no nosso comodismo, nem nos deixemos ficar presos na nossa indiferença. Que procurando o silêncio, longe dos ruídos do mundo que nos entorpecem, possamos escutar a voz do Senhor que nos quer falar, e deixarmo-nos transformar no seu Amor. Procuremos neste tempo de Quaresma libertar-nos do que é acessório, para que focados no essencial possamos estar disponíveis para o que realmente dá sentido à nossa vida – Cristo.

Pe. João Luís Nabais Dias

Mensagem do D.Gilberto, Bispo de Setúbal na Quaresma de 2014

Jesus fez-se pobre para nos enriquecer com a sua pobreza

D Gilberto, Bispo de Setúbal

D Gilberto, Bispo de Setúbal

 

Caros diocesanos,

Anuncio-vos que a Igreja vai iniciar na quarta-feira de cinzas, dia 5, a caminhada quaresmal para o encontro festivo com Jesus Ressuscitado na Sua Páscoa. Quem de nós não precisa de encontrar Cristo Glorioso e de fazer a experiência de viver a vida a partir do encontro re+criador com o Senhor que venceu a morte e nos capacita para vencer o pecado, o vazio interior e a solidão?

Venho convidar-vos a percorrer com verdade e com alegria este caminho para Cristo que é a exercitação quaresmal, na comunhão e no espírito da Igreja.

Para isso indico-vos algumas pistas.

Lede a mensagem do Santo Padre para esta Quaresma. Assimilai-a, deixai-vos interpelar por ela e divulgai-a. Tem um titulo sugestivo (Jesus) fez-se pobre para nos enriquecer com a sua pobreza”. E o comentário, ao jeito do Papa Francisco a este versículo da Bíblia, é muito belo.

A partir desta mensagem, aceitai comigo o desafio de com Jesus nos fazermos pobres para enriquecer os outros com a nossa pobreza como Ele fez.

Para nos ‘para nos fazermos pobres e enriquecermos os outros com nossa pobreza’ realizai – e ajudai as nossas crianças e os nossos doentes a realizar – os três grandes exercícios de santidade que a Igreja oferece: a oração, o jejum e a esmola. São exercícios inseparáveis entre si. Não se realiza bem um deles, menosprezando os outros. Na verdade, não reza bem aquele que reza muito mas que não é conduzido pela oração ao jejum do seu ‘eu egoísta’ para escutar o que Deus lhe pede. Também não reza bem aquele que não se esforça por partilhar de verdade os seus bens – e o bem principal é a vida – para que os outros sejam felizes… Também não conseguirá jejuar do ‘ egoísmo’ nem dar os seus bens e a vida pelos pobres, para os integrar plenamente na comunidade o fiel que não se coloca, diante de Deus, no silêncio orante.

Vencei a tentação de dizer ‘eu não preciso de conversão’. Evitai a tentação daquele que, embora dizendo ‘sou muito pecador’, não reconhece em concreto este e aquele pecado nem se esforça com sinceridade por mudar de vida nem emprega os meios recomendados pela Igreja para isso, nomeadamente a confissão. Não digais ‘não tenho tempo’. Fazê-lo, seria de algum modo afirmar que na vossa escala de valores Jesus não está em primeiro lugar.

Não passeis pela Quaresma como quem dorme. Fazei tudo para que a Quaresma passe por vós, entre na vossa vida e vos una a Jesus, fonte da alegria que dá encanto à vida. Ninguém se torna esbelto se fica a olhar os que fazem ginástica sem fazer, ele mesmo, os exercícios. Ninguém se torna parecido com Cristo ‘pobre para nos enriquecer’ se não realiza os exercícios da oração, do jejum e da esmola com a profundidade que eles têm e aceitando o esforço que os acompanha.

Quem está desperto ponha-se a caminho e não avance sem despertar os outros para a nova oportunidade de nos tornarmos discípulos de Jesus com um coração sábio, recto e perfeito como o d’Ele e para a nova oportunidade de fazer a experiência de Jesus Ressuscitado. Lembra i-vos de que com Jesus Cristo, renasce sem cessar a alegria’ para nós, para a igreja e para a sociedade.

Rezai por mim, rezai uns pelos outros, rezo por vós e a sobre todos imploro a bênção de Deus, nosso Pai.

Setúbal, 25 de Fevereiro 2014

+ Gilberto, Bispo de Setúbal

 

P.  S.  O  Contributo  Penitencial  de  2013  permitiu  os  seguintes  apoios,  como  tinha  sido comunicado:  Fundo  de  emergência  Diocesano  20.040,00;  Centro  para  Idosos  em  S.  Tomé  e Príncipe: 4.294,00; Refugiados católicos na Síria: 4.294,00. Deus abençoe a nossa generosidade.

O Contributo Penitencial deste ano é para apoiar a vítimas do tufão acontecido, há meses, nas Filipinas e um terço é para ajudar a construir a igreja do Faralhão, em Setúbal. É um meio de nos ‘fazermos pobres para enriquecer os outros com nossa pobreza’. Coragem.