Tag Archives: 2017

Mensagem do Diretor – Um tempo que nos é dado

Padre João Dias, Director da Pastoral da Juventude de Setúbal

Padre João Dias, Director da Pastoral da Juventude de Setúbal

Caríssimos Jovens,

Apesar de o ano pastoral já estar em curso, não queria deixar de vos saudar e encorajar para os desafios e compromissos que cada um dos vossos grupos ou movimentos juvenis se propõe concretizar. Em todos eles, é Jesus quem guia.

Talvez os mais atentos já se tenham perguntado: “Onde está o calendário da Pastoral da Juventude para este ano?”. Gostaria de vos dizer que, apesar de uma aparente apatia, a Pastoral da Juventude de Setúbal não se encontra inativa, mas sim em tempo de reflexão e consolidação.

Primeiro, porque existiram mudanças na equipa que compõe este secretariado diocesano, com algumas saídas e outras entradas. E aqui, não posso deixar de expressar um sentimento de gratidão pelo serviço e pela amizade daqueles que partiram para novos desafios, assim como pelo “sim” dado pelos novos elementos, com quem contamos para um novo dinamismo e um novo olhar, perseguindo a mesma missão a que fomos chamados: “Dar a conhecer Jesus Cristo aos jovens”.

Depois, dizer que a abordagem do secretariado pretende, este ano, ser diferente dos anteriores, fruto dos novos desafios que foram recentemente lançados e que serão as linhas orientadoras para os próximos anos pastorais.

O Sínodo dos Bispos sobre a Juventude que se irá realizar em outubro de 2018 será (esperamos!) um grande momento. Este é um tempo em que a Igreja dá uma especial atenção à realidade dos jovens dentro da própria Igreja, mas também no mundo. E é necessário que nós, jovens, enquanto Igreja Diocesana, nos deixemos envolver nesta lógica sinodal. Somos convidados a estar em comunhão, para que possamos depois recolher frutos deste tempo que nos é dado.

Mas, até ao tempo da recolha dos desejados frutos (e para que eles existam!) são necessários outros cuidados e trabalhos prévios. A nossa diocese já iniciou esta preparação aquando da mobilização e auscultação dos responsáveis de todos os grupos e movimentos diocesanos para resposta ao questionário do Documento Preparatório do Sínodo da Juventude, pelo que será agora necessário refletirmos essas mesmas respostas.

Este trabalho leva-nos a outro desafio para este ano pastoral, que se prende com a estrutura e organização da Pastoral da Juventude na nossa diocese. Esta é uma preocupação já manifestada pelo nosso Bispo, D. José Ornelas, com quem procuraremos fazer este caminho, para que possa a nossa Pastoral da Juventude ser uma verdadeira manifestação da voz de todos e de cada um dos jovens.

Contamos contigo para os novos desafios que nos são colocados, pois só nesta união como Igreja, na senda dos passos de Jesus, podemos ser sinal da Vida Nova que brota da vivência do Evangelho.

Fica atento às novidades que teremos em breve!

O Diretor da Pastoral da Juventude de Setúbal,

Pe. João Nabais Dias

Aprender a Liderar Com…

22104610_1775142182536877_4717842376686421640_o

“Todos acabamos por ser líderes no nosso dia-a-dia pois todos os dias as nossas escolhas afectam a nossa vida e a dos que estão à nossa volta. 

És diretor ou animador de campos de férias? Vais ser Chefe de uma Missão este ano? Coordenas algum movimento ou grupo dentro da tua paróquia? Tens que gerir uma equipa de trabalho? Gostavas de aprender mais sobre o mundo da liderança?

Liderar será sempre um desafio e uma aprendizagem. Vem Aprender a Liderar com os olhos postos no essencial!”

 

O Cupav – Centro Universitário vai realizar um Mini-curso de Liderança inspirado pela experiência dos Exercícios Espirituais e pela tradição da Companhia de Jesus.

O curso realizar-se-à no Cupav, de 16 a 19 de Outubro, das 19h30 às 21h, e será orientado pelo P. João Goulão, sj.

Se és universitário e tens até 35 anos, inscreve-te! A inscrição é necessária e podes fazê-la aqui.

“Sai do Sofá…e Constrói-te!” – Catequese 3 | Testemunho

Na passada sexta-feira, dia 21 de abril, na Igreja da Sagrada Família, em Vila Nova de Caparica, decorreu mais uma catequese “Sai do sofá e… constrói-te!”. Este mês, o Prof. João Araújo ajudou-nos a refletir sobre o tema da Ideologia de Género.

Tive a graça de ser uma entre os jovens presentes nesta catequese, que nos abriu os olhos para um assunto que invade as nossas vidas todos os dias, em todos os meios, por todo o lado. Num mundo onde parece já não ser fácil explicar o que é um homem e o que é uma mulher, torna-se premente informarmo-nos, esclarecermo-nos e debatermos sobre esta questão. Algo que o Prof. João Araújo nos proporcionou de um modo irrepreensível, pelo que me sinto grata!

Pessoalmente, este tema fez-me refletir acerca da importância da família, o “fermento do evangelho”, como diz o nosso Bispo D. José, o lugar onde aprendemos a amar. Este berço do amor deve estar bem edificado para que os elementos da família não só não se fraturem, mas possam crescer saudáveis e caminhar pelos trilhos da felicidade. Trilhos esses que nos são apresentados pela Igreja qual “tapete vermelho entre um campo minado de perigos”, nas palavras do Prof. João Araújo.

Como já vem sendo hábito, a noite não poderia terminar sem o encontro com Jesus Eucaristia, num belo momento de Adoração presidida pelo Pe. Fernando Paiva. É em momentos destes que o Senhor fala a cada um, nos ajuda a permanecer fiéis e a encontrar o tal tapete vermelho para a felicidade. A noite terminou com uma oração à Sagrada Família, a quem confiámos as nossas próprias famílias. E claro, com um maravilhoso convívio ao luar, adoçado por chá e bolinhos.

Ana Lúcia Agostinho, paróquia da Vila Nova da Caparica

“Sai do Sofá…e Constrói-te!” – Catequese 2 | Testemunho

Na passada sexta feira, dia 10 de Fevereiro, tive a graça de estar no Montijo, para a 2ª catequese relacionada com a Teologia do Corpo, preparada pela Pastoral Juvenil da nossa Diocese.

Desta vez, a catequese (muito em jeito de testemunho), chegou até mim e aos jovens presentes, pela voz do Pedro e da Sofia Azadinho. Uma bênção!

O tema do encontro, foi “Namoro, Afetividade e Sexualidade” (Que falta que faz, falar sobre isto nos dias de hoje!)

Para mim, enquanto Católico e enquanto alguém que deseja responder ao desafio de S. João Paulo II “ Não tenhais medo de ser santos!”, para alguém que procura viver um namoro Cristão, surge muitas vezes esta pergunta: Será que viver em castidade é o melhor? Porquê a castidade? Será que no meu namoro, procuro a felicidade do outro em primeiro lugar? Ou coloco a minha própria felicidade, a minha satisfação à frente de quem caminha ao meu lado?

Mais uma vez, a Igreja, na pessoa do Pedro e da Sofia e enquanto Mãe que cuida dos seus filhos, falou a tantos jovens com as mesmas dúvidas. Mostraram-nos que optar e viver em castidade, é uma verdadeira prova de amor para quem está ao nosso lado e caminha connosco! Demostraram o quanto a nossa sexualidade é algo bom, criada e pensada por Deus, mas que deve ser respeitada e usada de forma e na altura certa, livre de egoísmo, numa doação total ao outro, no sacramento do Matrimónio.

Como se não fosse suficiente, o belo testemunho que recebemos, tivemos a alegria de nos encontramos com Jesus Eucaristia, presente no SS Sacramento do Altar. Foi o momento alto da noite, o momento de encontro que confirma a catequese que acabavamos de receber. O momento que nos edifica e constrói, o momento que muda o meu e o coração de tantos jovens, que faz sair do sofá, que faz acreditar que viver um namoro casto, é a opção certa, ainda que o mundo nos diga que não.

Mauro Santos, paróquia de Santo André

“Sai do Sofá…e Constrói-te!” – Catequese 1 | Testemunho

Na passada sexta-feira, dia 13, na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, decorreu a primeira das catequeses “Sai do sofá e…constrói-te!”. Esta catequese teve por base o tema Teologia do Corpo, que foi apresentado e explicado pelo Padre Rui Gouveia, diretor do Secretariado Diocesano da Pastoral das Vocações.

Eu fui uma das jovens presentes, que teve a oportunidade de aprender e aprofundar este tema, um tema que na minha opinião é muito importante para os jovens de hoje em dia e que ao o entender nos ajuda a perceber certos assuntos, que muitas vezes nos provocam dúvidas ou até mesmo conflitos de pensamentos…

A maneira como o Padre Rui foi capaz de o abordar, uma forma tão simples e acessível para todos os presentes, foi muito importante para a compreensão do que é a Teologia do Corpo, principalmente, as várias histórias que se interligavam umas entre as outras e nos mostravam algumas das situações que acontecem diariamente entre jovens, namorados, casais…foram uma grande ajuda para este inicio na Teologia do Corpo, que muitos dos presentes ainda não tinham ouvido falar ou não sabiam ao certo o que seria.

Acho que esta catequese despertou uma certa curiosidade entre os jovens, para que venham a aprender mais sobre a Teologia do Corpo, o que é muito bom, pois a compreensão deste tema, resolveria talvez muitas das questões que os jovens colocam sobre a sexualidade, bem como a compreensão do que é caminhar em santidade, seja num namoro, num casamento ou na procura da sua vocação.

Claro que 90min não chegam para tudo o que existe sobre a Teologia do Corpo, mas este despertar de curiosidade fará certamente o resto!!!

E como não poderia faltar, tivemos um momento de adoração no final da catequese, o que é muito importante, pois muitas das vezes é em oração que obtemos respostas ou compreendemos coisas que não nos faziam tanto sentido ao início…

Para quem não pode comparecer nesta catequese, se tiver a oportunidade de estar presente na próxima faça-o, porque vale mesmo a pena!!!!

Tânia Martins, paróquia de Castelo-Sesimbra