Jovens querem «uma Igreja de diálogo e de acolhimento, de renovação e de escuta»

Foi apresentado esta manhã o Documento Final da assembleia pré-sinodal que reuniu mais de 300 participantes de todo o mudo em Roma, e a contribuição online de jovens de todos os continentes.

“Do texto emerge um grande anseio de transparência e credibilidade por parte dos membros da Igreja, de modo especial, de seus pastores”, disse o cardeal secretário-geral do Sínodo dos Bispos.

Na conferência de imprensa, o cardeal Lorenzo Baldisseri afirmou que os jovens querem uma Igreja que “saiba reconhecer com humildade os erros do passado e do presente e comprometer-se com coragem em viver aquilo que professa”.

“Os jovens de hoje preconizam uma Igreja de diálogo e de acolhimento, de renovação e de escuta, assim como pede o Santo Padre desde o início de seu Pontificado”, acrescentou o prelado italiano.

Documento Reunião Pré-Sinodal 2018bal (2)«Este documento é uma plataforma sintetizada para expressar alguns dos nossos pensamentos e experiências. É importante realçar que são as reflexões de jovens do século 21 de várias origens religiosas e culturais», escreveram os jovens.

Na introdução do documento, que foi apresentado hoje no Vaticano, lê-se que nem pretendem «compor um tratado teológico, nem estabelecer um novo ensinamento da Igreja».

«Pelo contrário, é uma declaração que reflete as realidades específicas, personalidades, crenças e experiências dos jovens do mundo», acrescentaram os mais de 300 participantes, que nos últimos dias aprovaram o texto agora divulgado.

Os bispos agora têm «uma bússola» para uma «compreensão mais clara dos jovens». Um documento que é entendido como «um resumo de todas as contribuições dos participantes», crentes e não-crentes, com base no trabalho de 20 grupos de idiomas e 6 grupos no Facebook, incluindo o português, com mais 15 mil jovens. Os contributos também foram incluídos.

“Definitivamente, os jovens querem uma Igreja ‘extrovertida’, que se esforce em dialogar sem preclusões com a modernidade que avança, especialmente com o mundo das novas tecnologias, das quais é preciso reconhecer as potencialidades e orientar para o correto uso”, desenvolveu o cardeal Lorenzo Baldisseri.

O texto final da assembleia pré-sinodal divide-se em três partes, para além da introdução: 1.ª Os desafios e oportunidades dos jovens no mundo de hoje; 2.ª Fé e vocação, discernimento e acompanhamento; 3.ª Atividades formativas e pastorais da Igreja.

O documento vai ser entregue ao Papa Francisco, amanhã (25/03), Domingo de Ramos, por um jovem do Panamá, país que vai receber a próxima Jornada Mundial da Juventude, em janeiro de 2019.

A reunião começou na segunda-feira, dia 19, e terminou hoje, em Roma, com mais de 3oo participantes dos cinco continentes, onde estavam três portugueses: :  Joana Serôdio, a representar a Conferência Episcopal Portuguesa, indicada pelo Departamento Nacional da Pastoral Juvenil; Rui Teixeira, nomeado pela Conferência Internacional Católica do Escutismo, e Tomás Virtuoso, escolhido pelo Secretariado Internacional das Equipas de Jovens de Nossa Senhora.

Documento Reunião Pré-Sinodal 2018bal (4)

“Os jovens demonstraram esta semana grande seriedade, apaixonada busca de sentido, generosa abertura e espontaneidade. Expressaram confiança na Igreja e muita expectativa em relação a ela. Sentem-se mobilizados e protagonista”.

Documento Reunião Pré-Sinodal 2018bal (1)

O secretário-geral do Sínodo dos Bispos manifestou também que é pedida uma “Igreja jovem, mas não ‘oposta’ ou ‘contrária’ aos adultos”, mas “‘dentro’, como o fermento na massa, usando uma linguagem evangélica”.

Na conferência de imprensa desta manhã estiveram também a irmã Natalie Becquard, Percival Holt (Índia), Laphidil Twumasi (Gana mas vive na Itália) e Briana Santiago (Estados Unidos da América).

O documento apresentado hoje é uma das contribuições para o futuro ‘Instrumentum laboris’ do sínodo, com informações das Conferências Episcopais e dos Sínodos das Igrejas Católicas Orientais, os resultados do questionário online e seminário realizado pela Secretaria Geral do Sínodo, em setembro de 2017, entre outras contribuições.

Documento final da Reunião Pré-Sinodal (inglês, italiano e espanhol)