«Juventude e vocações» junta padres e animadores de jovens em formação

A diocese organizou a formação «uma Igreja que escuta realmente os jovens é uma Igreja aberta ao Espírito Santo» que vai juntar padres e animadores de jovens, entre as 10h00 e as 13h30, de 1 de dezembro, no Seminário de Almada.

O orador é o diretor do Serviço Nacional da Pastoral do Ensino Superior, o padre Eduardo Duque.

 “Os tempos mudaram, a linguagem mudou, a sociedade tornou-se mais célere, a tecnologia entrou nas nossas vidas e nas nossas casas, mas Deus, o Deus da história, continua a tornar-se presente na nossa vida”.

p.eduardoduque_fotoagenciaecclesia

Padre Eduardo Duque Foto Agência Ecclesia

O orador, sacerdote da Arquidiocese de Braga, informa que na formação pretende-se “analisar as transformações que estão a ocorrer na sociedade” e perceber para onde se está a caminhar, “de forma a que, de olhos despertos”, sejam “agentes de transformação positiva da sociedade”.

Programa
- Os jovens, a fé e o discernimento vocacional;
- Não se trata de escutar os jovens, mas o Espírito Santo!
- Como são os nossos jovens?
- Como deve ser a Igreja do século XXI?

Na formação o tema da “juventude e vocações” vai ser abordado numa perspetiva mais ampla e à luz das conclusões do Sínodo dos Bispos, vai ser dado enfoque à importância do acompanhamento e acompanhadores no discernimento vocacional dos jovens. A realidade da Diocese de Setúbal vai ser apresentada a partir da análise aos dados recolhidos no inquérito realizado aos jovens no ano pastoral 2016/2017.

«Uma Igreja que escuta realmente os jovens é uma Igreja aberta ao Espírito Santo» é uma formação só para animadores de jovens e não é preciso inscrição.

No dia 30 de novembro, o padre Eduardo Duque vai estar reunido em formação só com o clero sadino (temas no site da diocese).

20181130-Formacao-Juventude-Vocacoes