Mensagem do Diretor – Um tempo que nos é dado

Padre João Dias, Director da Pastoral da Juventude de Setúbal

Padre João Dias, Director da Pastoral da Juventude de Setúbal

Caríssimos Jovens,

Apesar de o ano pastoral já estar em curso, não queria deixar de vos saudar e encorajar para os desafios e compromissos que cada um dos vossos grupos ou movimentos juvenis se propõe concretizar. Em todos eles, é Jesus quem guia.

Talvez os mais atentos já se tenham perguntado: “Onde está o calendário da Pastoral da Juventude para este ano?”. Gostaria de vos dizer que, apesar de uma aparente apatia, a Pastoral da Juventude de Setúbal não se encontra inativa, mas sim em tempo de reflexão e consolidação.

Primeiro, porque existiram mudanças na equipa que compõe este secretariado diocesano, com algumas saídas e outras entradas. E aqui, não posso deixar de expressar um sentimento de gratidão pelo serviço e pela amizade daqueles que partiram para novos desafios, assim como pelo “sim” dado pelos novos elementos, com quem contamos para um novo dinamismo e um novo olhar, perseguindo a mesma missão a que fomos chamados: “Dar a conhecer Jesus Cristo aos jovens”.

Depois, dizer que a abordagem do secretariado pretende, este ano, ser diferente dos anteriores, fruto dos novos desafios que foram recentemente lançados e que serão as linhas orientadoras para os próximos anos pastorais.

O Sínodo dos Bispos sobre a Juventude que se irá realizar em outubro de 2018 será (esperamos!) um grande momento. Este é um tempo em que a Igreja dá uma especial atenção à realidade dos jovens dentro da própria Igreja, mas também no mundo. E é necessário que nós, jovens, enquanto Igreja Diocesana, nos deixemos envolver nesta lógica sinodal. Somos convidados a estar em comunhão, para que possamos depois recolher frutos deste tempo que nos é dado.

Mas, até ao tempo da recolha dos desejados frutos (e para que eles existam!) são necessários outros cuidados e trabalhos prévios. A nossa diocese já iniciou esta preparação aquando da mobilização e auscultação dos responsáveis de todos os grupos e movimentos diocesanos para resposta ao questionário do Documento Preparatório do Sínodo da Juventude, pelo que será agora necessário refletirmos essas mesmas respostas.

Este trabalho leva-nos a outro desafio para este ano pastoral, que se prende com a estrutura e organização da Pastoral da Juventude na nossa diocese. Esta é uma preocupação já manifestada pelo nosso Bispo, D. José Ornelas, com quem procuraremos fazer este caminho, para que possa a nossa Pastoral da Juventude ser uma verdadeira manifestação da voz de todos e de cada um dos jovens.

Contamos contigo para os novos desafios que nos são colocados, pois só nesta união como Igreja, na senda dos passos de Jesus, podemos ser sinal da Vida Nova que brota da vivência do Evangelho.

Fica atento às novidades que teremos em breve!

O Diretor da Pastoral da Juventude de Setúbal,

Pe. João Nabais Dias