Missa nova do Pe. Rui Gouveia na Paróquia do Feijó

missanovarui21.jpg

O Feijó cantou e vestiu-se de festa, no passado Sábado, dia 12, para celebrar com o Padre Rui Gouveia a sua Missa Nova. Foi, sem dúvida uma honra, para esta comunidade puder, dar graças a Deus, por mais esta “maravilha”

 Quis o Senhor, que o Feijó, no espaço de quatro anos, tivesse o privilégio de ter dois seminaristas a fazer parte do seu estágio de fim de curso, no seio da sua comunidade paroquial.

O primeiro foi o padre Marco Luís, durante dois anos, de seguida recebemos com muita alegria a vinda dum novo seminarista, o Rui Gouveia e mais uma vez, a comunidade do Feijó sente a graça de Deus a manifestar-se nestes jovens que, um dia, ouviram a Voz que os chamou e, “ deixando tudo seguiram Jesus.”

   Os dois anos passaram depressa, pois mal nos demos conta estávamos a celebrar a sua ordenação sacerdotal!

   Assim, no passado dia 6 deste mês de Julho, a paróquia estava com o seu Bispo e todo o povo diocesano, a cantar graças a Deus, por mais três novos sacerdotes, que, numa entrega total e sem reservas, e, trazendo consigo a sua juventude, a sua alegria, os seus sonhos, e, principalmente a força do Espírito Santo, vêm aumentar o número de operários desta Messe do Senhor.

   Todos sentimos a presença do próprio Cristo nesta diocese de Setúbal ao vermos tão longo o cortejo de sacerdotes que acompanhavam o nosso Bispo, nesse dia, e não nos cansamos de louvar o Senhor por esta maravilha.

Como, no início, disse, o Feijó viveu este acontecimento na sua igreja paroquial fazendo festa na Missa Nova do padre Rui Gouveia.

   Apesar do Verão já ter levado muitos paroquianos para férias, muitos foram os que as adiaram para poderem estar presentes neste dia tão especial para ele. A igreja estava cheia e era visível a alegria do nosso pároco, padre António Oliveira que deu graças e louvou o Senhor, juntando a sua voz ao numeroso coro que se esmerou em cânticos novos para que a festa fosse um acontecimento marcante na vida do novo sacerdote.

“Saiu o semeador a semear…” começou o padre Rui a sua homilia; e a semente caiu em boa terra… concluíram, de certo, todos os presentes. “ A semente é presença de futuro…” continuou e estes jovens padres o futuro da igreja… “ não vos venho falar de agricultura, mas do Reino de Deus…” E continuou, numa linguagem clara e bem perceptível a cativar a atenção de todos.

   No final, deu graças a Deus por se sentir um dos eleitos…

E, no seu jeito de falar e de sorrir, levou-nos a rezar por todos os eleitos escolhidos, o nosso Bispo e todo o clero desta nova diocese que vê crescer, passo a passo, o número dos “operários” desta messe de Setúbal.

   No final, toda a comunidade quis, num gesto solene, beijar as mãos que de agora em diante, vão consagrar, abençoar, perdoar…

   A festa só terminou, já o dia conhecia o ocaso, com um jantar onde puderam conviver familiares, amigos e paroquianos.

   De certeza que a sua passagem, por esta terra, vai deixar saudades.

Conte sempre connosco, padre Rui e muito obrigada pela sua riqueza humana e espiritual que tão bem soube transmitir, ao longo destes dois anos que connosco conviveu. Até sempre e muito obrigada.

Goretti Reis

Fonte: www.diocese-setubal.pt