“Sai do Sofá…e Constrói-te!” – Catequese 1 | Testemunho

Na passada sexta-feira, dia 13, na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, decorreu a primeira das catequeses “Sai do sofá e…constrói-te!”. Esta catequese teve por base o tema Teologia do Corpo, que foi apresentado e explicado pelo Padre Rui Gouveia, diretor do Secretariado Diocesano da Pastoral das Vocações.

Eu fui uma das jovens presentes, que teve a oportunidade de aprender e aprofundar este tema, um tema que na minha opinião é muito importante para os jovens de hoje em dia e que ao o entender nos ajuda a perceber certos assuntos, que muitas vezes nos provocam dúvidas ou até mesmo conflitos de pensamentos…

A maneira como o Padre Rui foi capaz de o abordar, uma forma tão simples e acessível para todos os presentes, foi muito importante para a compreensão do que é a Teologia do Corpo, principalmente, as várias histórias que se interligavam umas entre as outras e nos mostravam algumas das situações que acontecem diariamente entre jovens, namorados, casais…foram uma grande ajuda para este inicio na Teologia do Corpo, que muitos dos presentes ainda não tinham ouvido falar ou não sabiam ao certo o que seria.

Acho que esta catequese despertou uma certa curiosidade entre os jovens, para que venham a aprender mais sobre a Teologia do Corpo, o que é muito bom, pois a compreensão deste tema, resolveria talvez muitas das questões que os jovens colocam sobre a sexualidade, bem como a compreensão do que é caminhar em santidade, seja num namoro, num casamento ou na procura da sua vocação.

Claro que 90min não chegam para tudo o que existe sobre a Teologia do Corpo, mas este despertar de curiosidade fará certamente o resto!!!

E como não poderia faltar, tivemos um momento de adoração no final da catequese, o que é muito importante, pois muitas das vezes é em oração que obtemos respostas ou compreendemos coisas que não nos faziam tanto sentido ao início…

Para quem não pode comparecer nesta catequese, se tiver a oportunidade de estar presente na próxima faça-o, porque vale mesmo a pena!!!!

Tânia Martins, paróquia de Castelo-Sesimbra